Reputação corporativa: qual a importância?

Por meio da reputação corporativa, é possível ter um termômetro confiável a respeito de uma empresa do mercado em todos os sentidos imagináveis.

Tanto colaboradores, operários e consumidores de todos os tipos, quanto até mesmo os acionistas e demais interessados, todos constituem pessoas que podem se beneficiar, de alguma forma, com o conhecimento desse tipo de critério a respeito das empresas.

Dessa maneira, se o negócio fornece um curso de comissário de voo homologado pela ANAC ou mesmo uma profissionalização mais específica para os seus colaboradores, eles possuirão, no conjunto da obra, uma boa reputação que será vista aos olhos de todos.

É preciso ter em mente que esse tipo de aspecto não se limita apenas ao tipo de pessoa que ele contempla. Uma empresa que trata bem os seus empregados consegue, em um esforço só, cativar clientes, fornecedores e investidores de fora.

Ainda que se trabalhe com aluguel de endereço comercial, ou mesmo com a venda de alimentos no varejo, não se pode dizer que a reputação não seja algo importante ou que consiste em algo que pode ser deixado de lado.

Por esta razão, e para que se possa aprofundar na compreensão do assunto, este artigo trará o conceito da reputação corporativa, bem como os seus efeitos positivos em um negócio e quais as cinco vantagens que dão importância ao critério no atual mercado.

Em que consiste a reputação corporativa?

A imagem da empresa é, muitas vezes, o primeiro pensamento de alguém que escuta o questionamento a respeito do que é reputação corporativa. No entanto, é preciso dizer que este conceito abarca muito mais do que apenas uma imagem.

Quando se fala em reputação corporativa, é possível olhar para a percepção que a marca construiu ao longo do tempo para diferentes públicos, como investidores, colaboradores, fornecedores e os clientes finais, ainda que seja em uma auto escola perto de mim

A reputação corporativa consiste em um conjunto de juízos de valor dos acionistas a respeito da instituição.

Trata-se justamente de como a organização é vista, de forma geral, pelos empregados, consumidores, fornecedores, órgãos públicos, entre diversas outras partes interessadas.

Os fornecedores, para ilustrar com um exemplo, podem enxergar a empresa como uma boa ou má pagadora.

Já os consumidores podem entender que os produtos e serviços possuem uma qualidade boa ou ruim, tratando-se de uma loja de pisos antigos ou até mesmo de uma startup de contabilidade.

Na gestão de pessoas, os empregados podem enxergar a empresa como boa, respeitosa, confiável, dentre outros aspectos. Porém, também podem vir a formar uma opinião negativa sobre a organização.

Em grande parte, os juízos de valor que se associam à imagem da companhia nascem das condutas mais que do discurso da instituição.

Por exemplo, se a corporação afirma cuidar do desenvolvimento de talentos, mas não possui nenhuma iniciativa de educação, é pouco possível que esse atributo faça parte da reputação corporativa.

Do mesmo modo como um fundo de emergência é fundamental para um imprevisto financeiro da instituição, é a reputação que ajudará uma companhia em um momento delicado, tornando-a extremamente importante no processo.

De nada adianta um negócio lançar novos produtos mensalmente, fazer campanhas de marketing impactantes e até mesmo investir em pesquisas de inovação se ela não possuir uma boa relação com o seu público.

Por esse motivo, uma empresa que vende letra caixa com LED interno entende que as relações com os diferentes públicos, inclusive, que poderão guiar a corporação em planejamentos futuros do negócio.

Afinal de contas, se uma organização é bem vista pelas pessoas, a probabilidade de seus produtos serem consumidos é muito maior. 

Já se a organização está com uma reputação extremamente negativa, um pequeno imprevisto pode causar um grande impacto na saúde da organização e levar a vários outros problemas, sobretudo financeiros.

Pode até não parecer, mas esse tipo de transtorno provoca diversos malefícios, de modo que até mesmo a venda de produtos como escada flutuante de concreto pode ser impactada.

Efeitos da reputação corporativa de marcas

Entendendo do que se trata a reputação corporativa, é possível chegar aos três grandes benefícios que ela pode proporcionar às organizações.

Ao ter um trabalho consistente de construção de marca e de autoridade do negócio, as empresas afetam pontos como atração de talentos, fidelização dos empregados e impacto junto aos consumidores.

Assim, é possível começar dizendo, a respeito da reputação corporativa e da sua relevância no contexto dos colaboradores, que ela constitui um critério muito mais importante do que salário.

O CareerBuilder, que é um dos maiores sites de empregos do mundo e no ano de 2015 coordenou uma pesquisa com 2000 profissionais de RH e 5000 candidatos nos EUA, pode apontar algumas pistas.

Se a empresa de interesse mostrasse uma boa reputação como empregadora, 83% dos candidatos iriam consentir com salários menos agressivos.

Ademais, também é possível dizer que as empresas reconhecidas atraem mais e melhores talentos, ainda que seja um empregado que desempenhe uma função simples em uma panificadora, usando uniforme cozinha industrial.

No Índice de Marcas de Talento da plataforma do LinkedIn, as companhias em destaque recebem 2,5 mais candidatos na rede e diminuem seu custo por contratação em até 43%.

Os candidatos também possuem a tendência de ser mais qualificados e a ter mais familiaridade com a identidade de marca, bem como com a cultura e com os valores das empresas.

Por fim, as marcas empregadoras também impactam o consumidor, uma vez que, conforme o próprio LinkedIn, a imagem percebida pelo público-alvo e pelos empregados não são independentes.

Em uma análise com mais de 7000 profissionais em todo o mundo, foi constatada uma forte correlação entre a imagem de marca que dá empregos e a marca da empresa.

Quanto mais difundida uma marca empregadora for, mais essa marca de consumo será conhecida pelos potenciais clientes no mercado.

5 importantes vantagens da reputação corporativa

Por fim, e para que até mesmo as vendas de produtos como divisória de vidro com porta de correr possam aumentar e empresas de todos os segmentos possam se beneficiar com esse conceito, será muito importante finalizar com alguns de seus benefícios.

Existem, de forma objetiva, cinco grandes vantagens que dão ênfase na importância da chamada reputação corporativa. São elas:

  1. Construção do sucesso;
  2. Engajamento com os consumidores;
  3. Atração de clientes novos;
  4. Retenção de talentos;
  5. Sustentabilidade do empreendimento.

É possível definir engajamento como um envolvimento profundo que acontece quando uma organização se aproxima não somente dos desejos e necessidades, mas dos valores de um público-alvo.

Nos tempos atuais, empresas que se dedicam a colaborar para a comunidade no entorno, adotando causas sociais como parte integrante de sua missão, têm ampliado a percepção positiva em conjunto com diferentes audiências, o que leva ao engajamento.

Lembrando que todas as coisas começam com o público interno e, por isso, incentivar a diversidade e a inclusão, a transparência e a governança são um grande ponto de partida para a construção de uma reputação positiva.

Uma vez que se constrói uma relação mais íntima com funcionários e consumidores, a marca reduz a quantidade de detratores, que são aquelas pessoas que fazem avaliações negativas, e eleva, por consequência, o número de defensores da companhia.

Depois de um tempo, é normal que se observe uma redução na taxa de cancelamentos, ou churn rate, bem como um aumento na satisfação dos colaboradores e clientes.

Já se foi o tempo em que investir na administração da imagem da instituição bastava para convencer os consumidores a escolher uma marca.

Hoje, a revolução digital deu ao cidadão comum um instrumento de busca poderoso, que é a internet. Essa ferramenta é capaz de disseminar dados relevantes a partir de poucos cliques, a qualquer momento e lugar.

Se o cliente está mais bem informado e exigente, o mesmo raciocínio deve se aplicar aos profissionais de alta performance.

Eles já não se satisfazem com uma carreira mediana e pequenos benefícios financeiros. Na verdade, eles priorizam as empresas de reputação positiva e que valorizam o capital humano.

Não se está falando a respeito de todo o tripé da sustentabilidade, que abarca aspectos econômicos, sociais e ambientais.

A ideia, na realidade, é ressaltar a resiliência e a capacidade do negócio sobreviver a períodos difíceis, como recessões e crises, o que pede uma maior flexibilidade para se adaptar e proporcionar oportunidades de aprimoramento.

Considerações finais

Por meio deste artigo, foi possível aprofundar, de maneira didática e objetiva, o conceito de reputação corporativa, a sua aplicabilidade e a sua importância para as corporações dos mais diversos segmentos.

Tendo todas essas informações em mente, é preciso considerar sempre a situação concreta da própria empresa, para só depois levar em consideração esse tipo de conceito, que certamente será bastante útil caso seja bem compreendido.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Fique bem informado dos acontecimentos do dia dia e sobre assuntos que somente aqui são abordados e destrinchados para você leitor estar sem bem informado e consumindo conteúdo de qualidade em nosso portal de conteúdo. Seja bem vindo ao Jornal Agora Brasil e fique a vontade

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + sete =