O que conhecer na Croácia?

A Croácia não é um país que se resume somente a praias paradisíacas. Na verdade, há muito o que se conhecer nesse país. De prédios históricos, palácios e lagos às praias incríveis, certamente é uma viagem que marcará você.

Por isso, nós preparamos um guia com várias dicas do que fazer ao visitar o país pela primeira vez.

E mesmo se você já esteve na Croácia antes, sem dúvida encontrará algumas dicas simples e úteis para suas próximas férias na Croácia.

Vamos começar? Boa leitura!

1- Fique em um lugar central na Croácia

Você não pode visitar o país inteiro em uma semana de estadia. E de Umag ao noroeste de Dubrovnik, ao sul, você precisará percorrer 700 km.

Além disso, há tantos lugares para visitar na Croácia que você não pode fazer tudo em uma semana ou duas.

Se você gosta de passear e conhecer mais de um local em suas viagens, fique em um local central no país. E depois faça excursões diárias a partir da sua localização base.

Porec é uma base ideal para visitar Ístria. Afinal, esta cidade é central para visitar todos os lugares importantes e interessantes do país. Além disso, é um destino mais barato para ficar do que Rovinj.

Split pode ser uma boa base para visitar a Dalmácia (e Split é uma ótima cidade para se conhecer). De Split, você pode facilmente chegar às ilhas de Brac, Hvar e Vis, além de conhecer as cachoeiras de Krka e até Dubrovnik.

2- Aproveite as estradas da Croácia

Se você não estiver viajando de carro, alugue um pelo menos por um dia na Croácia. A Croácia é um destino ideal para viagens rodoviárias. As estradas estão em muito boas condições e o cenário é de tirar o fôlego.

As rotas de viagem mais bonitas são ao longo do Mar Adriático, como a rota costeira de Split para Dubrovnik, ao longo da península de Peljesac e ao redor de Ístria.

3- Pular pelas ilhas não é tão fácil

Muitos visitantes na Croácia imaginam pular de uma ilha para outra e visitar meia dúzia em menos de uma semana.

Isso não vai acontecer. Embora as ilhas não estejam distantes geograficamente umas das outras, elas são distantes o suficiente em termos de facilidade de transporte.

Você precisará escolher uma cidade portuária no continente como base, se desejar visitar mais de uma ilha durante sua curta estadia na Croácia.

A única maneira de fazer isso é alugar um iate ou embarcar em barcos fretados que navegam ao longo do Adriático.

4- Visite Zagreb

Zagreb, a capital da Croácia, é para muitos o ponto de entrada da Croácia, mas a maioria dos viajantes visita a cidade por apenas algumas horas ou ignora-a completamente.

Não faça isso! Zagreb é maravilhosa, e mais ainda no verão, quando muitos moradores deixam a cidade para o litoral.

Isso porque o tráfego se torna mais suave e fica muito melhor para conhecer as ruas e todos os cantos da capital sem encarar muito trânsito.

5- Plitvice não é o único parque nacional

Plitvice é um dos lugares mais visitados em toda a Croácia e o único parque nacional mais visitado no país. Porém, não é o único parque nacional que existe por lá.

O país tem oito parques nacionais. Se você não gosta das multidões, considere visitar Risnjak ou Paklenica National Park.

Se você quiser ver cachoeiras, visite o Parque Nacional Krka.  Porém, se você está curioso sobre as ilhas croatas, por que não visitar Kornati, Mljet ou Brijuni, todos os três parques nacionais das ilhas?

6- Esqueça os trens, use os ônibus

Ao contrário do resto da Europa, a rede ferroviária croata é realmente ruim e não é uma maneira viável de explorar o país.

No entanto, a rede de ônibus é extensa e confiável. Esqueça os trens e procure os ônibus. Vai sair mais barato para você e será bem mais proveitoso do que usar os trens.

Esqueça aquele mito de que viajar pela Europa de trem é muito barato e só traz glamour, porque a história não é bem assim!

Em alguns países, até mesmo para os europeus acaba saindo um pouco caro viajar de trem.

E se levarmos em consideração que o Euro está mais de R$6 reais, vale a pena pensar um pouco mais antes de viajar de trem.

7- Os táxis são caros

O Uber é relativamente novo na Croácia. Por isso, não espere encontrar Ubers a um preço muito mais baixo do que os táxis no país.

Por isso, claro, você deve fazer uma pesquisa antes, mas geralmente o táxi acaba saindo mais barato tanto para os europeus quanto para os turistas.

No resto da Croácia, use o táxi se for sua única opção de transporte ou se estiver viajando em casal ou mais e puder dividir o custo.

8- O inglês é amplamente falado

Não precisa se preocupar em não falar croata. É uma língua difícil de aprender e os croatas sabem disso.

Quase todo mundo fala pelo menos um pouco de inglês, e muitas pessoas também falam pelo menos uma outra língua estrangeira (italiano e alemão são os idiomas mais falados depois do inglês).

10- Não tenha medo de alugar casas de família

Os croatas têm uma longa tradição em receber turistas de todo o mundo. Quase toda família ao longo da costa aluga apartamentos para turistas.

Esses aluguéis de férias são uma ótima alternativa aos hotéis e oferecem melhor relação custo/benefício (especialmente para famílias ou grupos grandes), possuem cozinha totalmente equipada e oferecem mais espaço.

Gostou de conhecer mais sobre a Croácia? Você sabia que para visitar o país não é obrigatório ter um seguro viagem? No entanto, já pensou na dor de cabeça que você teria caso fosse necessário comparecer a uma consulta médica, hospital ou até mesmo caso sua bagagem seja extraviada?

Para obter o seu seguro viagem para a Croácia, acesse aqui!

Fique bem informado dos acontecimentos do dia dia e sobre assuntos que somente aqui são abordados e destrinchados para você leitor estar sem bem informado e consumindo conteúdo de qualidade em nosso portal de conteúdo. Seja bem vindo ao Jornal Agora Brasil e fique a vontade

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro − 3 =