Marketing de conteúdo para médicos: o que é e como aplicar

O marketing de conteúdo está em pauta em diversos segmentos produtivos. Inclusive, tendo assumido a divulgação online entre muitas empresas, o setor da saúde também tem sido um setor que pode se aproveitar da técnica para abordar mais sobre temas de cuidado e doenças, tendo autoridade e promovendo o alcance do público de forma ética e consistente.

As mudanças de hábito e consumo estão ocorrendo e progredindo, fazendo da presença online um fator imprescindível para disseminar informação e alcançar potenciais clientes.

Com isso, em breve, os profissionais da área da saúde que não implantarem o marketing de conteúdo de forma perspicaz ficarão para trás quanto à concorrência, perdendo oportunidades de negócio e de auxiliar com a saúde geral do público.

Atualmente, muitos pacientes estão sendo bombardeados por informações médicas online, assim como recebem material sobre artefatos de cimento quando pesquisam sobre construção civil.

No caso de pacientes, eles recorrem a sites especializados ou fóruns online para saber como se cuidar, prevenir problemas e, muitas vezes, até para auto diagnosticar as doenças. 

Assim, mesmo que esses recursos sejam úteis, quando as informações não são fornecidas por profissionais sérios, muitas vezes eles fazem mais mal do que bem, causando ansiedade e cuidados inadequados com a saúde.

Afinal, o conteúdo online, que serve como uma biblioteca médica digital, por assim dizer, é um lugar muito melhor para que os pacientes possam entender melhor sobre questões de saúde, quando fornecido por profissionais, o que também é vantajoso para médicos, clínicas e consultórios.

O que é marketing de conteúdo para médicos?

Na prática, o objetivo do marketing de conteúdo é atrair e reter clientes, criando e produzindo conteúdo de forma consistente, relevante e valiosa, tendo como objetivo mudar ou melhorar o comportamento do cliente, neste caso, paciente, trazendo clareza sobre determinado assunto.

Para isso, o marketing de conteúdo envolve publicar e compartilhar conteúdo online, como:

  • E-mail marketing;
  • Postagens em blogs;
  • Redes sociais;
  • Vídeos e podcasts.

O conteúdo especializado define o médico, ou uma empresa, como um líder de pensamento na área em que atua, assim como ocorre com uma empresa especializada em assistência técnica informática que atende diferentes organizações e se mostra como autoridade no setor a partir da presença online.

O material produzido, seja em texto, áudio ou vídeo, ajuda a desenvolver um nível de confiança com pacientes em potencial.

Afinal, à medida que leem, ouvem ou assistem o conteúdo disponível, eles têm a certeza de que o médico/clínica oferece o melhor atendimento e sabe sobre o que está falando. Inclusive, além das postagens, reforçar a jornada profissional pode ser bastante vantajoso nesse contexto.

Atualizar regularmente um site com novos conteúdos também melhora as classificações nas plataformas de busca, como Google e Bing, demandando um cronograma de postagens estratégico.

Quanto melhor for a classificação junto ao mecanismo de pesquisa, maior a probabilidade dos pacientes encontrarem a marca, ou o profissional que passou por cursos profissionalizantes e especialidades na área médica. 

Uma maneira fácil de obter conteúdo em um site é criar uma página para cada especialidade, procedimento e/ou profissional oferecidos/que atuam junto a clínica médica ou o hospital.

Quando as pessoas encontram o que procuram de forma online, e leem o conteúdo, elas oferecem algo valioso em troca: o tempo delas. Quanto mais qualificados os materiais, mais elas se relacionam e mais confiam no lugar, passando a visitar e se consultar com os profissionais.

O marketing de conteúdo difere do marketing tradicional. Em vez de anunciar algumas vezes no jornal, em um comercial de TV, ou em um outdoor, ele exige um compromisso contínuo. Por isso a necessidade em se criar uma estratégia personalizada e contínua. 

Importância do marketing de conteúdo para médicos

Como regra geral, o marketing de conteúdo, seja ele orgânico ou patrocinado, tem um custo menor quando comparado ao marketing tradicional, com capacidade de gerar muitos leads, ou seja, os clientes em potencial, também possibilitando a mensuração dos pontos de contato com esses potenciais pacientes interessados na opinião médica.

No marketing de conteúdo orgânico, por exemplo, não há necessidade de um orçamento de PPC (Pay Per Click) ou gasto com anúncios digitais, como acontece com as táticas de marketing pago, quando se deseja atrair pacientes para uma clínica ou promover a venda de filtro jacuzzi residencial.

Para isso, a estratégia empregada é o inbound marketing, em que é possível atrair, converter, vender e reter os leads, e posteriormente, os pacientes. 

Quando se trata de marketing de conteúdo, além de se colocar entre as estratégias mais econômicas, também é uma das melhores maneiras de gerar leads de qualidade para envolver um público.

Ainda assim, é possível direcionar um orçamento para promover os conteúdos nos mecanismos de busca, como a partir de palavras-chave usadas. 

Apesar disso, o custo ainda se mostra reduzido quando comparado às mídias tradicionais, e há um melhor controle das ações e do valor direcionado. Mais ainda, outras ações orgânicas, como o SEO, tendem a ser mais efetivas para as ações de marketing de conteúdo.

Dicas de marketing de conteúdo de saúde

A partir da compreensão de que a estratégia marketing de conteúdo de saúde é tão importante, vale destacar práticas que podem ser empregadas para alcançar o máximo de leads. 

  1. Entenda o que é SEO local

SEO (Search Engine Optimization, ou otimização do motor de busca), é a maneira como o conteúdo é encontrado online e melhorias aplicadas em textos e páginas para que isso seja possível.

Para isso, escolher palavras-chave específicas para as especialidades médicas é fundamental, avaliando como são classificadas nas plataformas digitais de busca, dependendo do que as pessoas estão pesquisando. 

Por exemplo, quando uma pessoa está buscando por materiais para reformar a casa, não é incomum que pesquise sobre “gabinete personalizado para banheiro” ou mesmo “qual a vantagem de gabinete planejado para banheiro”. 

Nesse caso, o internauta será direcionado para um site mais específico e que aborde o uso desse material, verificando dicas de aplicação, cuidados e vantagens do item, e até uma loja que produz sobre demanda. 

O mesmo se dá no cenário médico. Assim, usar palavras-chave, como “dor de artrite”, pode ajudar um internauta que busca pelo serviço a encontrar o especialista online, verificando cuidados necessários e adquirindo confiança na clínica. 

Ou seja, é uma oportunidade de se destacar frente a esse público potencial.

As ferramentas de SEO ajudam a determinar a dificuldade de classificação para determinadas palavras-chave. Dessa forma, é preciso ser mais estratégico sobre as frases para as quais deseja se posicionar.

As plataformas de pesquisa, especialmente o Google, vasculham todos os sites e verificam palavras-chave para categorizar a página de prática médica ou unidade de saúde de forma adequada.

Palavras-chave universais sobre as condições e tratamentos oferecidos ajudam a ser encontrado online, mas, mais importante, é preciso usar palavras específicas para determinada localidade ou serviço para atrair pessoas que cheguem com facilidade ao local. 

A conveniência local desempenha um papel determinante no crescimento e sucesso de uma clínica. Isso porque a maioria das pessoas, quando apresentadas a opções, escolherá um médico que esteja mais próximo de sua rotina.

Tópicos que apresentam médicos, falam sobre os tratamentos específicos que uma clínica oferece, quem é apto para cada tratamento e o que os pacientes podem esperar do atendimento – sem promessa de resultados- são muito eficazes para ambos os envolvidos na pesquisa.

  1. Invista em conteúdo de vídeo 

O vídeo é uma poderosa estratégia de conteúdo de saúde, sendo um caminho que um provedor pode seguir e aproveitar para estabelecer liderança de pensamento, além de se conectar com pacientes novos e existentes, demonstrando de forma mais clara e dinâmica a especialidade.

O Youtube, plataforma dedicada à exibição de vídeos de mais densidade, é o segundo maior mecanismo de pesquisa, portanto, não é apenas uma ótima ferramenta para educar os pacientes, mas outra oportunidade para aumentar os rankings de SEO.

  1. Escreva posts de blog de alta qualidade

Os blogs são a base do marketing de conteúdo de saúde. Assim, nenhuma estratégia de conteúdo estaria completa sem um blog e a criação de conteúdos de valor em textos e artifícios complementares.

Para atingir o público-alvo de maneira certeira, profissionais da área de saúde, assim como as empresas voltadas para esse setor, devem ter uma página de blog dentro do site corporativo ou empresarial para abordar os assuntos de forma mais específica, possibilitando a localização na web.

No entanto, fazer postagens em um blog vai além de apenas postar artigos sobre guilhotina industrial para o setor hospitalar no site com regularidade. Quem quer ficar à frente da concorrência, precisa oferecer algo mais ao público.

Por isso é muito importante educar o público e trazer materiais mais completos, mesmo que em formato de séries ou utilizando materiais em diferentes mídias para abordar de formas distintas e complementar o material e torná-lo mais dinâmico.

  1. Expanda o uso das redes sociais

Ao publicar no blog, também é preciso compartilhar nas plataformas de redes sociais. Combinar as duas ferramentas digitais se mostra uma maneira mais eficaz de aumentar o alcance e gerar leads a um custo muito baixo. 

As práticas médicas estão vendo um aumento no engajamento nas redes sociais, especialmente durante a pandemia do COVID-19, e isso em escala global.

Mesmo antes das práticas mudarem para a plataforma digital, milhares de pessoas, em todo o mundo, recorriam às redes sociais para postar sobre experiências diversas, ou pesquisar o que outros diziam sobre uma marca,  seja os moradores de condomínios que falam sobre portaria remota e segurança patrimonial, ou pacientes que buscam uma clínica para nutricionista.

Além disso, as redes possibilitam que a marca fale sobre ela de forma direta aos potenciais pacientes, criando vínculo e ampliando o alcance.

Lembre-se que as pessoas estão dispostas a compartilhar informações que sejam educativas e úteis. Dessa forma, os profissionais que se envolvem com as redes sociais precisam se certificar de postar conteúdo e praticar informações que sejam compartilháveis ​​e relevantes.

Em todo o mundo, são mais de 3,1 bilhões de usuários presentes nas redes sociais. Isso significa que, para os médicos, as práticas precisam ser visíveis e ativas nas mais diferentes plataformas que possuem essa finalidade para poder alcançar esse público tão amplo.

  1. Mantenha o e-mail marketing

Tradicionalmente, um método de marketing recorrente é o e-mail. Na verdade, criar conteúdo que seja acionável é uma das técnicas de marketing mais eficazes. 

O e-mail marketing é acionável porque o usuário precisa, de fato, interagir e ceder seus dados para que ocorra – ou seja, demonstra o interesse em se relacionar com o negócio. 

Posteriormente, a mensagem ficará na caixa de entrada até que cliquem para entender sobre o que se trata o tema escrito no campo “Assunto”, seja sobre selante para radiador ou sobre tratamentos médicos. 

Se a marca médica ou o profissional é conhecido por fornecer informações relevantes e úteis, os pacientes estarão dispostos a abrir o e-mail.

Grande parte dos profissionais de marketing afirmam que o e-mail é o canal de distribuição mais eficaz para novos conteúdos. 

Quando uma postagem no blog for publicada, é preciso criar um e-mail automatizado que será enviado aos pacientes. 

Isso entregará conteúdo novo e original sem que precisem procurar, o que  deve fazer parte de uma sequência automatizada de e-mails educacionais, mantendo o contato ativo.

Conclusão

O marketing de conteúdo tem a capacidade de atrair, reter e converter prospects em pacientes. A excelência em conteúdo e informações compartilháveis ​​potencializa o impacto, estendendo e alcançando um público mais amplo.

Além do mais, o marketing de conteúdo chegou para ficar na área da saúde. Afinal, cada vez mais as pessoas estão procurando por informações e serviços de saúde nos canais online. E se você não estiver aparecendo nos resultados de pesquisas, algum outro profissional estará.

A estratégia de marketing de conteúdo pode ser a diferença entre encontrar novos pacientes e expandir o negócio, ou perder pacientes e estagnar. Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Fique bem informado dos acontecimentos do dia dia e sobre assuntos que somente aqui são abordados e destrinchados para você leitor estar sem bem informado e consumindo conteúdo de qualidade em nosso portal de conteúdo. Seja bem vindo ao Jornal Agora Brasil e fique a vontade

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − 5 =