Gastos extras na compra de um imóvel à vista

Vai comprar um imóvel à vista? Conheça os gastos que você precisa considerar no seu orçamento

Se você vai comprar uma casa ou apartamento, seja ele financiado ou à vista, precisa conhecer todos os custos atrelados à compra do imóvel. Sem essas informações fica difícil fazer um bom planejamento financeiro e orçamentário, impedindo que você aproveite as melhores oportunidades.

Muitos consumidores desconhecem, ou simplesmente deixam de considerar algumas despesas na hora de comprar. Saiba que além do valor do imóvel, há inúmeros outros custos que devem estar previstos no seu orçamento de compra. A seguir, falaremos um pouco mais sobre cada um deles!

Imposto de Transmissão de Bens Imóveis — ITBI

O Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) é um imposto de competência municipal, o que significa que cada cidade tem sua legislação e alíquotas próprias. Toda vez que um imóvel é vendido, o comprador precisa recolher esse tributo para os cofres públicos do município. 

A base de cálculo do ITBI leva em consideração o valor venal do imóvel apurado pela prefeitura por meio de uma avaliação. Para saber qual será a alíquota incidente sobre o seu negócio é necessário consultar a prefeitura da sua cidade.

Custos com Escritura Pública

A Escritura Pública é um documento elaborado pelo cartório de notas por meio do qual comprador e vendedor formalizam a venda do imóvel. O contrato particular de compra e venda não substitui a escritura pública, sendo este o único documento legal que transfere a propriedade de um imóvel 

Os custos com escritura variam entre 2% a 5% do valor do imóvel. No caso de compra à vista, ela é feita antes da entrega das chaves, já nos casos de financiamento, essa escritura só é feita após a conclusão do pagamento das parcelas do financiamento. Até lá, o imóvel segue sendo propriedade do banco. 

Despesas junto ao Registro de Imóveis

Além dos custos com a elaboração da escritura, você precisa prever os custos com o Registro de Imóveis. Depois de formalizar a escritura, o comprador deverá levá-la ao RI para que ela seja registrada na matrícula do imóvel.

Os custos de averbação no Registro de Imóveis também dependem de cada região, por isso é recomendado entrar em contato com o RI em que o imóvel está registrado para obter informações concretas acerca deste custo.

Despesas de corretagem

A taxa de corretagem se aplica  sempre que a negociação for intermediada por um corretor de imóveis. Este custo é passível de negociação entre as partes, geralmente quem assume o pagamento é o vendedor, entretanto, nada impede de haver um acordo entre comprador, vendedor e corretor. 

Independente disso, as despesas de corretagem sempre estão incluídas no valor final da venda. Caso você esteja comprando um imóvel e tenha dúvidas a respeito das taxas, converse com o vendedor ou com o corretor responsável pela intermediação. 

Gastos com o imóvel

Por fim, depois de comprar o imóvel, recolher os impostos, transferir a propriedade e averbar a compra na matrícula do imóvel, o comprador toma posse e passa a fazer uso do bem adquirido. E é aqui que podem surgir outros gastos “não previstos” ou “previamente estudados”.

Se você estiver comprando um imóvel novo, poderá ter gastos com mobília e eventuais reformas. Caso o imóvel seja mais antigo, pode ser necessário realizar pequenas reformas, obras e pinturas. Sempre que possível, avalie a situação do imóvel antes da compra e verifique tudo que precisa ser feito em termos de usabilidade (elétrica, hidráulica, estrutura, etc.).

Esses valores, além de impactarem no custo total do imóvel, podem se tornar ferramentas de negociação com o vendedor. Por exemplo, caso você precise investir em melhorias necessárias, como uma revitalização no sistema hidráulico ou no conserto de janelas quebradas, pode oferecer um valor ao vendedor menor na compra, justificando a necessidade de realizar essas melhorias.

Como você pode ver, são vários os gastos extras atrelados à compra de um imóvel à vista. Além dos mencionados, poderá haver despesas com advogado (caso você opte pela contratação de uma consultoria jurídica). A contratação de um profissional da área é recomendada já que ele poderá auxiliar na avaliação dos riscos e na legalidade de todos os atos praticados durante o processo de compra e venda.

Fique bem informado dos acontecimentos do dia dia e sobre assuntos que somente aqui são abordados e destrinchados para você leitor estar sem bem informado e consumindo conteúdo de qualidade em nosso portal de conteúdo. Seja bem vindo ao Jornal Agora Brasil e fique a vontade

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

sete + 6 =