Como construir uma reserva para possíveis imprevistos

Ao longo da vida, muitos imprevistos podem ocorrer e eles podem acontecer de diversas maneiras, como: demissão causada por uma crise econômica, problemas com o imóvel ou com o automóvel que podem acabar custando bastante, entre outros.

Dessa forma, é imprescindível construir uma reserva de emergência para potenciais imprevistos, que deveria ser algo que todo brasileiro adulto deveria possuir, para garantir que se algo de negativo fora do controle ocorrer, ele vai conseguir arcar com tudo ou com uma parte relevante.

No entanto, um estudo realizado pela fintech Neon, mostrou que 44% dos brasileiros declararam ter uma reserva de emergência em abril de 2020, enquanto 57% falou a mesma coisa em julho de 2021, notando-se que muitos deixam para começar a se precaver somente quando um imprevisto ocorre. Dessa forma, neste conteúdo você vai aprender como construir essa reserva e onde aplicá-la.

Como construir uma reserva

Para construir uma reserva de emergência, é necessário primeiro quitar suas dívidas, caso você não tenha dívidas, é necessário investir mais dinheiro do que você gasta por mês. 

Para conseguir investir dinheiro e ter um mínimo controle financeiro é necessário entender para onde vão os seus gastos e quanto custa cada um deles, dessa forma, é muito importante saber quanto você gasta com alimentação, aluguel, transporte e outras despesas por mês.

Com todos esses dados, você vai conseguir estimar em média o valor total que você necessita para manter seu estilo de vida por mês e, a partir dele, entender quanto você consegue juntar por mês ou se você precisa mudar seu padrão de vida para acumular dinheiro.

Após realizar todas essas contas e controlar os gastos, seja por uma planilha, aplicativo ou qualquer outra ferramenta, é recomendado que você assim que receber seu salário, destine o montante que deseja guardar por mês para uma conta de investimentos ou invista diretamente, para garantir que você vai acumular aquela quantia naquele determinado mês.

Qual o valor ideal da reserva de emergência?

Não existe um valor ideal para ter na reserva de emergência, ele vai variar muito caso a caso e de acordo com seu padrão de vida e suas necessidades. De uma maneira geral, é recomendado que ele seja no mínimo de 6 vezes o seu gasto mensal, dessa forma, mesmo ficando um semestre desempregado, você conseguiria pagar suas contas.

Portanto, se o custo médio da despesa da sua família é de R$ 5 mil reais, o ideal seria ter cerca de R$ 30 mil reais guardados para eventuais emergências, existem pessoas, que possuem o emprego mais volátil e preferem ter uma maior quantidade de meses de reserva, mas não existe nenhum tipo de cálculo específico.

Você provavelmente não vai chegar a esse valor do dia para a noite, dessa forma, costuma-se demorar para montar a reserva de emergência, mas isso não quer dizer que ela não é necessária ou que ela pode ser ignorada, muito pelo contrário.

Além disso, como o próprio nome diz, ela é para emergências e não para quaisquer tipos de compra, dessa forma, se você deseja trocar sua TV ou seu carro no futuro, não deve utilizar o dinheiro da reserva para isso.

Onde investir a reserva de emergência?

O ideal é que você invista a reserva de emergência em um ativo que é seguro, possui alta liquidez, ou seja, que você consegue resgatar facilmente e com baixa volatilidade. Dessa forma, os investimentos que melhor se enquadram em todas essas classificações são:

  • Tesouro Direto Selic;
  • Fundos de Investimento com resgate em D+0 ou D+1;
  • CDB com liquidez diária e rendimento mínimo de 100% do CDI.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é o título da dívida emitido pelo Governo Federal, ou seja, seu risco de não receber aquele dinheiro está atrelado a economia brasileira e se o país quebrar, algo que nunca aconteceu, sendo essa probabilidade muito baixa.

No caso desse título, ao resgatar, o investidor possui em conta o valor após um dia depois do resgate, possuindo uma rentabilidade diária e com rendimento de 100% da taxa básica de juros do Brasil, a descontar o imposto de renda.

Fundos D+0 ou D+1

Geralmente esses fundos aplicam o dinheiro em investimentos similares aos da SELIC e você acaba tendo uma rentabilidade muito similar, às vezes um pouco acima, às vezes um pouco abaixo, a depender da taxa de administração ou da taxa de performance do fundo e do rendimento do investimento em que ele está aplicado.

CDB com liquidez diária e rendimento no mínimo de 100% do CDI

O CDB com liquidez diária funciona de maneira muito similar a SELIC, no entanto, o emissor da dívida é um banco que atua no Brasil. Você deve se atentar para que ele tenha rendimento de no mínimo 100% do CDI, que rende uma porcentagem próxima a Taxa Selic.

A poupança não está incluída nessa conta porque sua regra é de render 0,5% ao mês se a SELIC for maior que 8,5% ao ano, que é o caso atual ou 70% da SELIC se ela for menor que 8,5% ao ano. Dessa forma, a poupança tem uma remuneração bem mais baixa que a SELIC e um rendimento muito similar.

Existem muitos investidores que acabam negligenciando o processo de construção de reserva de emergência e, por vezes, em períodos em que a bolsa está em queda e a economia está em recessão, eles precisam tirar dinheiro da bolsa de valores ou de fundos imobiliários para cobrir eventuais despesas inesperadas.

Quando isso acontece, geralmente ocorre uma deterioração muito grande do patrimônio da pessoa, pois ela precisa resgatar dinheiro da bolsa em um momento de desvalorização e, provavelmente, não vai conseguir aplicar dinheiro e lucrar quando a bolsa voltar a subir.

Portanto, por mais que simples que se pareça, a reserva de emergência é essencial e não apenas investidores devem possuí-la, mas qualquer pessoa no Brasil, para que possa viver de uma forma mais estável.

Fique bem informado dos acontecimentos do dia dia e sobre assuntos que somente aqui são abordados e destrinchados para você leitor estar sem bem informado e consumindo conteúdo de qualidade em nosso portal de conteúdo. Seja bem vindo ao Jornal Agora Brasil e fique a vontade

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois × três =