Tipos de juros: o que são e como são calculados?

Se você acompanha os sites e canais do YouTube sobre investimentos, já deve ter percebido uma certa polêmica em relação à poupança. Afinal, o que você acha: aplicar o dinheiro na caderneta é investimento ou não?

Independentemente dos debates fervorosos, acreditamos que é necessário saber como funciona o juros da poupança. Afinal, é preciso conhecer todas as aplicações do mercado financeiro. 

Portanto, se você deseja conhecer um pouco mais sobre o investimento mais procurado pelos brasileiros ultimamente, acompanhe essa leitura! Neste texto, vamos abordar temas como:

  • o que é caderneta de poupança;
  • quando ela foi criada;
  • características da poupança;
  • como funciona o juros da poupança;
  • quais investimentos rendem mais do que a poupança.

Vamos nessa? Tenha uma boa leitura! E, ao chegar no final deste texto, responda a esta pergunta: “poupança é investimento ou não”?

O que é caderneta de poupança?

Todo brasileiro já deve ter ouvido, pelo menos uma vez na vida, sobre a poupança. Afinal, este investimento existe desde a época do Brasil Império! Então, ele é muito conhecido, principalmente, pela população mais adulta. 

Mas, vamos direto ao ponto. A poupança é, basicamente, uma conta que rende. Afinal, ela é oferecida diretamente pelos bancos tradicionais. 

Por ser de fácil acesso, 62% das pessoas que economizam o seu dinheiro escolhem a poupança como forma de investimento. Este número foi divulgado por uma pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). 

Ainda segundo esta pesquisa, o segundo investimento mais procurado foi os Fundos de Investimento (6,5%) e, depois, o Tesouro Direto (4,7%). Entretanto, depois da poupança, o lugar mais procurado para guardar o dinheiro é dentro da própria casa (27,1%). 

Quando a poupança foi criada?

Prepare-se para uma aula de história! A origem da poupança se dá em 1861. Neste ano, o Brasil ainda vivia como um Império governado por Dom Pedro II. Portanto, a poupança foi criada pelo próprio Imperador, como uma forma de garantir que seus súditos tivessem uma forma de investimento. 

A garantia do retorno do dinheiro com um juros de, no máximo, 6% ao ano era feita pelo próprio Império. O cidadão brasileiro tinha que fazer seu investimento diretamente pela Caixa Econômica. 

Outro fato interessante é o nome comumente dado para este investimento. Você já deve ter ouvido o termo “caderneta de poupança”. Este primeiro nome vem dos pequenos livros, os quais eram usados para anotar o investimento de cada cidadão e para calcular os juros. Por isso, o termo “caderneta” foi adicionado, que significa “pequeno caderno em que se anotam ou escrevem lembretes e informações diversas”.

As características da poupança

Bem, antes de entender como funciona o rendimento da poupança, é preciso conhecer as suas principais características. Já precisamos adiantar: existem pontos muito favoráveis e desfavoráveis em relação a este investimento. 

Vamos começar pelos pontos positivos? 

As qualidades da poupança

Afinal, o investimento mais conhecido pelos brasileiros não poderia ser desprovido de qualidades, não é mesmo? Algumas características da poupança tornam-a atrativa para os investidores mais conservadores. Dentre elas, estão: 

  • liquidez imediata. Este é, sem sombra de dúvidas, o maior benefício da poupança. A liquidez imediata permite que o investidor retire, quando quiser, o seu dinheiro aplicado. Assim, muitas pessoas utilizam a caderneta como uma reserva de emergência;
  • isenção de impostos. É importante considerar as taxas de cobrança na hora de fazer qualquer investimento. Entretanto, a poupança não cobra taxas de manutenção e, muito menos, de Imposto de Renda. Portanto, o rendimento é totalmente da pessoa, sem perder uma parte para impostos ou taxas;
  • proteção do FGC. Por último, mas não menos importante, é a segurança dada pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Caso o seu banco venha a falência, o FGC garante a devolução do seu dinheiro em até R$250 mil. Essa segurança atrai investidores mais conservadores. 

O lado negativo da poupança

Agora, vamos abordar as desvantagens de aplicar o seu dinheiro na poupança, que está intimamente ligado com os lados positivos. 

Um ponto abordado pelos especialistas no mercado financeiro é que as três vantagens da caderneta são facilmente encontradas em outros investimentos de renda fixa. A liquidez imediata, por exemplo, é encontrada no Tesouro Selic e em diversas contas digitais que rendem 100% do CDI. 

A isenção de Imposto de Renda é um pouco mais difícil de encontrar, mas não impossível. As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são investimentos que não cobram uma porcentagem para o Leão. 

A proteção do Fundo Garantidor de Crédito também não é uma novidade. Os Certificados de Depósitos Bancários (CDB), as LCIs e as LCAs possuem a garantia do recebimento do capital investido em até R$250 mil. 

Além disso, não podemos nos esquecer de como funciona o juros da poupança. Diferentemente do Tesouro Selic, que rende diariamente, a poupança libera o seu rendimento apenas no aniversário da aplicação. Ou seja, se você colocou R$1000 do dia 12 de maio, apenas dia 12 de junho você terá o juros na sua conta.

Como funciona o juros da poupança

Os juros da poupança mudaram com o passar dos anos. Antes de 2012, o rendimento da poupança era calculado a 0,5% do valor ao mês com a adição da Taxa Referencial (TR). Esta última talvez não seja conhecida atualmente, já que a Selic tomou o seu lugar de importância.

Atualmente, a Taxa Referencial se encontra muito próximo a zero. Portanto, o rendimento atual, mesmo contando com a TR, não é impactado consideravelmente com a sua adição. 

A partir de 2012, a regra mudou. Agora, o rendimento do investimento é definido pela taxa Selic. Entenda como funciona o rendimento da poupança: 

  • caso a Selic se encontre abaixo de 8,5% ao ano, a poupança renderá 70% da Selic + Taxa Referencial; 
  • entretanto, caso a taxa básica de juros esteja acima de 8,5%, seu investimento renderá 0,5% ao mês + TR.

Entretanto, vale lembrar que, se você começou a colocar o seu dinheirinho na poupança antes de 2012, o seu patrimônio continua rendendo 0,5% ao mês mais a TR. 

Investimentos que vencem a poupança

Chegamos ao final deste texto. Acreditamos que, até aqui, você deve ter uma resposta consolidada para a pergunta que fizemos no início deste artigo. Além disso, você já está craque em como funciona o rendimento da poupança. Mas, antes de finalizar, que tal conhecer alguns investimentos que rendem mais do que a caderneta? 

Vale lembrar que todos os investimentos citados a seguir são de renda fixa, perfeitos para quem está iniciando sua jornada no mundo dos investimentos e que deseja sair, de uma vez por todas, da poupança. 

O cenário dos investimentos será feito da seguinte maneira: você tem R$10 mil para investir de uma vez só e deseja guardar este dinheiro rendendo por 10 anos. Nesta realidade, a taxa Selic será de 9,50% ao ano.  

Poupança X Tesouro Selic

Link do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=GCiedjkNJGg

Se você investir esse dinheiro na poupança, você terá, no final de 10 anos, um total de R$18.193,97. Ou seja, seu patrimônio rendeu cerca de 6,86% ao ano. 

Enquanto isso, se você estivesse investido no Tesouro Selic, ótimo lugar para guardar sua reserva de emergência, seu dinheiro teria rendido 7,78%. Ou seja, você teria recebido R$21.154,83

Neste cenário, você ganharia R$2.960,86 a mais ao investir neste título público do que na poupança. Este valor já está considerado a corretagem do Tesouro Direto e o IR. 

Poupança X CDB

Agora, vamos falar sobre o Certificado de Depósito Bancário! Se você investir em um CDB com rentabilidade de 100% do CDI, seu patrimônio seria de R$22.278,15. Com uma taxa de 8,34% ao ano, o seu dinheiro renderia R$4.084,18 a mais do que a poupança.

Poupança X LCI e LCA

Vamos para as Letras de Crédito? Se você investir o seu dinheiro em uma LCI ou LCA com rentabilidade de 82% do CDI, no final de 10 anos, você terá R$20.932,74. Em comparação com a poupança, você sairia com R$2.738,77 a mais

<<<E aí? Gostou de entender, finalmente, como funciona o juros da poupança? E afinal, a poupança é um bom investimento ou não? Nos responda nos comentários e mande este texto para o seu amigo que deseja sair da poupança! >>>

Fique bem informado dos acontecimentos do dia dia e sobre assuntos que somente aqui são abordados e destrinchados para você leitor estar sem bem informado e consumindo conteúdo de qualidade em nosso portal de conteúdo. Seja bem vindo ao Jornal Agora Brasil e fique a vontade

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × um =