O que se faz em medicina nuclear

Se você nunca ouviu ou leu sobre medicina nuclear e quer saber mais sobre o assunto veio ao lugar certo. Pois aqui vamos mostrar tudo o que precisa saber sobre esse assunto.

Aqui, será possível descobrir o que é, o que se faz nesse ramo e muito mais. Bem, essa é uma especialidade da medicina que faz uso de quantidades pequenas de radioisótopos.

Eles servem para examinar como está a função de tecidos vivos e dos órgãos. O método que se utiliza é praticamente indolor e não invasivo.

Assim faz uso desse material para fins terapêuticos e de diagnósticos. O intuito é ter acesso não só a diagnósticos, ou a imagens, mas também a formas de tratamento.

Ficou interessado? Então continue lendo este artigo e descubra mais sobre essa área e como ela funciona.

O que é a medicina nuclear?

Bem, antes de saber como é feito o uso da medicina nuclear, é importante saber o que ela é. Por isso, vamos explicar do que se trata para tornar seu entendimento mais fácil.

Trata-se de uma especialidade da medicina que faz uso de quantidades pequenas de elementos radioativos. Eles irão servir para examinar como anda a função dos tecidos vivos e dos órgãos.

Através da administração dessas substâncias no paciente por meio de uma injeção, deglutição ou aspiração. Porém, deve ter relação com a área a ser examinada.

No entanto, após fazer isso elas irão emitir uma espécie de energia em forma de pósitrons, ou fótons possíveis de identificar por meio de equipamentos próprios.

Além disso, os computadores fazem o processo que será responsável por gerar imagens, dinâmicas e/ou estáticas. Elas irão ilustrar como anda o funcionamento do órgão que está passando pelo estudo.

A Medicina Nuclear, segundo a STAR Telerradiologia, segue em constante aperfeiçoamento e é utilizada há mais de 50 anos como método diagnóstico na Radiologia.

Dessa forma, pode-se dizer que é uma técnica totalmente segura. Uma vez que as doses de radiação são muito pequenas para esses fins.

Por exemplo, em caso de diagnósticos essa técnica irá gerar no paciente quase que a mesma quantidade de radiação que um raio x normal. Além disso, os casos de alergias são praticamente raros.

Onde se usa a medicina nuclear?

O uso da medicina nuclear pode ser feito para detectar diversas doenças, principalmente as que estão em estágio inicial. Por exemplo, pode ser bem útil para descobrir a doença antes que ela cause alguma alteração que possa vista em um exame anatômico.

Uma vez que essa técnica é muito útil em caso de diagnóstico e seguimento dos mais diversos tipos de câncer. Bem como, serve para avaliar doenças cardíacas, neurológicas, endócrinas e gastrointestinais.

Agora vamos ver alguns exemplos mais comuns de escaneamento da medicina nuclear. Confira:

  • Tireoide: seu uso nesse caso é para fazer uma avaliação da glândula e de nódulos;
  • Ossos: serve para avaliar as articulações, caso de doenças ósseas;
  • Cérebro: é possível detectar focos epileptogênicos naqueles pacientes que apresentam convulsões. Assim como, avalia casos de déficit cognitivo e perfusão sanguínea;
  • Mama: ajuda a localizar algum nódulo maligno;
  • Renais: nesse caso, irá avaliar as funções diferentes entre os rins. Além disso, irá identificar se existe alguma obstrução, cicatrizes e mais;
  • Coração: possibilita que o fluxo arterial sanguíneo passe por uma avaliação. Isso em caso de repouso e estresse, assim como pode ser visto como anda a função cardíaca, se existem danos no músculo cardíaco depois de um infarto, entre outros.

As opções de uso da medicina nuclear são bem amplas. Ou seja, pode ser útil em diversas áreas para avaliar os mais diversos tipos de doenças no corpo, cabeça e sistemas.

Medicina nuclear e radiologia

É importante pontuar que ambas são especialidades médicas. As duas fazem uso da radiação com foco em conseguir um diagnóstico e imagens.

No entanto, vale destacar que existem diferenças entre elas, que podem ser de grande ajuda. Uma vez que, o aspecto e seus resultados são pontos únicos de cada uma.

Com isso, é possível pontuar que a radiologia faz uso de uma fonte de energia externa. O tubo de raio x, que terá um nível de bloqueio dessa radiação.

Por outro lado, tem a medicina nuclear que faz o contrário. Sendo assim o uso dela será feito da seguinte forma, o paciente recebe uma dose pequena dessa substância radioativa.

Assim o paciente passa a emitir radiação. Feito isso a pessoa vai para dentro de um equipamento, o qual irá medir a radiação dentro do corpo daquele paciente.

Mas, além da diferença como irão realizar os processos, os resultados também são distintos. No caso da 1ª opção, esse resultado permite que uma análise em alterações seja feita.

Ou seja, examina qualquer mudança que aconteça. Na 2ª opção seus resultados fazem com que seja possível uma análise de como funciona sua estrutura.

Mas, os dois são métodos diferentes e funcionam em casos distintos. Portanto, cada uma delas é solicitada de acordo com objetivo que se busca com o diagnóstico.

Conclusão

Por fim, mostramos como é feito o uso da medicina nuclear. Deixamos a sua disposição várias informações sobre como ela funciona e porque ela é importante.

Assim nesse conteúdo mostramos o que é essa técnica. Além disso, é algo que pode melhorar como os avanços da tecnologia e no futuro pode ser bem útil para os mais variados fins.

O uso nas mais diversas áreas e sistemas são importantes na hora de descobrir doenças que estão em estágio inicial. Mesmo que ela e a radiologia usem radiação, seus métodos são distintos.

Em uma o material é administrado no paciente e na outra o uso é de meio externo com resultados distintos entre eles. São os resultados que irão determinar o diagnóstico de acordo com o objetivo que o paciente deseja obter com esse método. Gostou desse conteúdo? Esperamos ter ajudado na sua busca, caso tenha alguma dúvida é só deixar um comentário, vamos ficar felizes em poder ajudar assim que for possível.

Fique bem informado dos acontecimentos do dia dia e sobre assuntos que somente aqui são abordados e destrinchados para você leitor estar sem bem informado e consumindo conteúdo de qualidade em nosso portal de conteúdo. Seja bem vindo ao Jornal Agora Brasil e fique a vontade

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quinze + 2 =