Finanças e marketing qual a relação?

Se você já se perguntou se Finanças e Marketing possuem alguma relação, saiba que a resposta é sim. Ambos se tornaram indispensáveis no dia de hoje e podem andar lado a lado para que seu empreendimento alcance o sucesso.

Independentemente do seu modelo de negócio, ele terá um setor financeiro para que as contas sejam movimentadas e bem organizadas. 

Da mesma forma acontece com o marketing, seja ele focado em uma pessoa só ou em um grande time responsável por diversas áreas.

Do setor de projetos de arquitetura para a fábrica de camisetas, a existência de um departamento financeiro garante o controle total do dinheiro. Com uma equipe responsável por essa área, você preserva a segurança financeira de todo o local.

Já a divulgação da marca e os esforços para que ela chegue nos principais clientes interessados fica à cargo do setor de marketing.

Para saber mais sobre a relação entre Finanças e Marketing, fique conosco neste artigo e aprendas as principais características dessas duas áreas e a importância de ambas estarem bem alinhadas durante os trabalhos.

Como funciona o setor financeiro?

De alguma forma presente em todas as empresas, o setor financeiro de uma companhia pode ser dividido em algumas áreas para o controle geral das contas do negócio, sendo crucial.

Nem todas as empresas de pequena ou grande porte podem possuir todas as áreas descrita abaixo, mas em grande parte, as responsabilidades do setor de finanças vão ser as seguintes:

  • Gestão de tributos;
  • Tesouraria;
  • Geração de relatórios acerca do andamento da empresa;
  • Planejamento orçamentário;
  • Contabilidade.

A ocorrência dessas funções varia de acordo com o porte da empresa, mas, no geral, serão a partir dessas áreas que o setor financeiro vai se desenvolver, seja à respeito de uma empresa de manutenção de máquinas industriais ou a lanchonete do bairro.

Existe um chefe de setor geral, que terá ligação direta com os gestores. Nesse caso, os responsáveis pelas outras áreas financeiras devem se dirigir a ele. 

O gestor de tributos fica responsável pelo controle dos impostos e as obrigações tributárias da empresa.

Já o fluxo de caixa fica com a tesouraria, que vai averiguar os vencimentos de salários, entradas e saídas. O responsável pela tesouraria deverá garantir a ausência de prejuízo da empresa que ele está trabalhando.

Toda empresa precisa ter o registro dos trabalhos descritos em um relatório. Isso não muda para o setor financeiro, seja para empresa de engenharia civil ou para outras profissões. Assim, é possível comparar os períodos de trabalho da instituição e avaliar o desenvolvimento.

Para que tudo ocorra bem dentro desse relatório, temos o planejamento orçamentário. 

Como o próprio nome diz, será organização, com cronograma e divisão de áreas, dos investimentos financeiros de uma empresa.

O chefe da contabilidade é uma figura importante pois irá analisar e documentar o patrimônio do negócio. 

Questões como ativos financeiros, capital em caixa, investimentos e outros itens semelhantes passaram pela mesa da contabilidade.

Agora que você conheceu um pouco sobre o funcionamento do setor de finanças, é hora de entender como é o setor de marketing e as suas principais responsabilidades, para que possamos avançar e entender a relação entre Finanças e Marketing.

Como funciona o setor de marketing?

Dentro de uma empresa, o setor de marketing fica responsável por delimitar as principais estratégias que auxiliarão no crescimento do negócio e divulgar a marca pelo cenário digital e offline.

Os profissionais de marketing devem conhecer muito bem o público-alvo das vendas e trabalhar para que as ações atinjam exatamente esse público. 

Fica por cago do marketing a formulação de uma persona e a revisão dela com o tempo.

A área do marketing deve fazer de tudo para que muito mais pessoas conheçam a plataforma elevatória preço ou a marca por trás desse serviço. É com ela que novos clientes se tornarão futuros clientes e, por fim, verdadeiros fiéis da marca.

Hoje em dia, com o avanço da digitalização das compras e do consumo das marcas, o setor de marketing ganhou uma importância ainda maior do que há 10 anos atrás, por exemplo. Entre as diversas responsabilidades desse setor, podemos citar as seguintes atividades:

  • Planejamento de comunicação da marca;
  • Objetivos e estratégias da empresa;
  • Gerenciamento de campanhas;
  • Cuidar dos canais digitais, como redes sociais e website;
  • Atrair novos clientes e nutrir fidelizar os já conquistados.

Ao menos uma dessas funções estarão presentes em quaisquer empresas, seja de pequena ou grande porte, do ramo de decoração apartamento ou da loja de venda de pisos, por exemplo.

Uma empresa completa possuirá o planejamento de toda a comunicação antes mesmo de colocá-la em atividade. 

Os objetivos e estratégias devem ser garantidos pela mesma equipe, assim como as campanhas e as publicações nas redes sociais.

Vale lembrar também que cuidar de clientes que já compraram com a sua empresa é uma economia significativa, mas também não devemos esquecer de ir em busca de mais clientes, para que a receita da marca nunca fique no negativo.

Qual a relação entre finanças e marketing?

O primeiro item que podemos comentar da relação entre Finanças e Marketing é sobre a formulação do orçamento de uma campanha. Essa é uma tarefa fundamental entre as duas partes.

Enquanto o setor de marketing deverá apresentar dados relativos ao tamanho do público-alvo, perfil do cliente, no caso de vendas para empresas, o tipo do serviço, as metas e as forças dos concorrentes, o setor do orçamento deve organizar e distribuir as finanças.

O setor de finanças deve conferir o quanto do orçamento vai ser direcionado para cada canal, qual será o período da campanha e a frequência, para que o dinheiro seja muito bem colocado. 

Ações como anúncios pagos, exibições na TV, contrato com influenciadores e outras medidas entram aqui também. 

Hoje em dia o marketing digital se sobressai como um grande investimento, mas os outros campos também são bastante frutíferos para as vendas.

Não importa qual o seu empreendimento, se a ideia é acionar uma campanha, o setor financeiro deve ser ativado, seja para a venda de móveis com estrutura de ferro ou para um pequeno restaurante do bairro.

Tarefas compartilhadas pelo setor financeiro e marketing

Além da questão fundamental sobre o orçamento da campanha, os setores de Finanças e Marketing podem compartilhar outras coisas em comum. Uma delas é o indicador de desempenho.

A partir de KPIs e outras métricas, usadas para estudar, avaliar e comparar os resultados de campanhas e ações durante um período específico, os dois setores podem se tornar mais produtivos e eficientes, investindo nas áreas que mais dão resultado.

O Retorno sobre Investimento (ROI) é um dado que pode ter resultados positivos quando as duas áreas estão conversando entre si. 

Afinal, o ROI é o veredito sobre a quantidade de dinheiro ganho em uma campanha e o orçamento investido nela.

Tanto o setor financeiro quanto o de marketing estarão envolvidos nessa conta. Ambos tendem a ganhar quando sabem muito bem o que foi gasto, como e em qual ação foi gasta, seja para ações envolvendo escritórios de arquitetura ou vendas de televisores.

O trabalho em conjunto com as duas áreas

Quando o setor de Finanças e Marketing agem juntos, todos da empresa tendem a ganhar. O trabalho individual de cada equipe só tende a concentrar as informações em um só lugar, diminuindo os resultados em conjunto com a equipe.

Não somente os trabalhos internos serão realizados da melhor maneira, como também será possível perceber esses resultados na imagem da marca. Tudo será feito com mais facilidade, praticidade e eficiência.

Outro ponto que pode ser feito na união entre os dois setores é a criação de metas. Ambos os setores vão poder dizer com clareza a respeito da rentabilidade e possibilidade da aplicação das metas e estratégias da empresa.

A revisão das metas, objetivos e indicadores das duas áreas também tende a ajudar na evolução da empresa. 

Isso porque não importa o segmento, da venda de roupas para serviços de topografia, a mudança é constante. Nesse sentido, revisão e atualização são necessárias.

Com a conversa constante entre as duas áreas, o posicionamento da marca será bem mais sólido e alinhado, os conteúdos estarão bem mais focados, os leads vão chegar até o fundo do funil mais qualificados e tudo isso vai resultar no aumento das vendas.

Para que isso seja alcançado, certifique-se de programar e realizar reuniões mensais com os dois setores, faça com que não existam brigas e desentendimentos entre as duas áreas mais fundamentais da sua empresa.

Por fim, os resultados vão chegar naturalmente. Os ganhos serão financeiros, para todos os envolvidos, assim como na relação da produtividade e aprendizado para cada profissional, seja ele de marketing ou vendas.Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Fique bem informado dos acontecimentos do dia dia e sobre assuntos que somente aqui são abordados e destrinchados para você leitor estar sem bem informado e consumindo conteúdo de qualidade em nosso portal de conteúdo. Seja bem vindo ao Jornal Agora Brasil e fique a vontade

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =