Bebês e pets: saiba como ter benefícios com essa relação

O convívio entre animais de estimação e bebês traz muitos benefícios, desde que feito de forma responsável

Que bebês e animais de estimação são muito fofos, todos concordam, mas os benefícios da relação entre eles vai muito além da fofura. Ter um pet pode trazer muitas vantagens para o bebê, desde que isso seja feito com os devidos cuidados, para não colocar a saúde e o bem-estar de ambos em risco.

Conviver com um animal de estimação traz muitos benefícios para o bebê, pois pode ajudar a fortalecer o sistema imune e diminuir a probabilidade de alergias futuras. Um estudo realizado pela revista britânica Clinical & Experimental Allergy mostra que esse contato precoce faz com que as crianças tenham tendência a ser menos sensíveis a substâncias que provocam alergias.

Um bom convívio também ajuda a estimular a sociabilidade do bebê e combater a ansiedade infantil, pois as crianças se sentem mais seguras e estimuladas na presença de um animal de estimação, conforme aponta uma pesquisa feita pela Universidade de Oklahoma e publicada no site Centers for Disease Control and Prevention.

Brincar com o cachorrinho ou correr atrás do gato faz com que bebês e crianças tenham menos propensão ao sedentarismo, além de estímulos a amizade, companheirismo, tolerância e noções de responsabilidade no crescimento.

Porém é necessário ter alguns cuidados para que o convívio entre eles não se torne um risco. O primeiro passo é o cuidado com a apresentação do bebê ao pet. Essa apresentação pode começar durante a gestação, estimulando o animal e mostrando para ele que um novo membro da família está prestes a chegar.

É sempre importante ter muito cuidado quando for mostrar o bebê ao pet, e o ideal é deixar o animal cheirar o bebê, para que ambos possam criar laços afetivos. Não se deve deixar o bebê junto do animal sem supervisão, pois o bebê ainda não entende o que pode ou não fazer com o bichinho, e com o tempo, é necessário ensinar os limites que a criança precisa ter ao brincar com o pet.

A higiene, a vacinação e a vermifugação do animal são de extrema importância também. Levar o animal ao veterinário pelo menos uma vez ao ano, para que o mesmo não tenha pulgas e carrapatos, é essencial. Manter as patas do animal sempre limpas, principalmente após os passeios, e pentear o pet para retirar o acúmulo de pelos soltos é necessário para evitar possíveis infecções.

Outra questão importante é na hora do passeio de carro; é adequado que o animal use um cinto de segurança, para evitar quedas, ou uma caixa de transporte, e o bebê utilize um bebê conforto, para que ambos sejam transportados com máxima segurança.

Seja um cão, gato, pássaro, réptil ou mesmo um peixinho, com os cuidados e a supervisão certa, tanto o bebê quanto o pet vão crescer, aprender e se desenvolver juntos, além de deixar a vida muito mais leve, alegre, e promover a união familiar.

Fique bem informado dos acontecimentos do dia dia e sobre assuntos que somente aqui são abordados e destrinchados para você leitor estar sem bem informado e consumindo conteúdo de qualidade em nosso portal de conteúdo. Seja bem vindo ao Jornal Agora Brasil e fique a vontade

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × dois =